VISITAS!

CURTA O MUNDO REAL 21 NO FACEBOOK

MUNDO REAL 21 - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!
NO ARMAZÉM PARAÍBA DE TIANGUÁ!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET
REDENET TIANGUÁ - (88)3671-1144/9-9739-8777/9-9428-2616

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

A TORRE DE BABEL

Em mais um capítulo da série “Seres da mitologia que realmente existiram”, veremos um monumento que possui história para horas e horas de discussão. 

Embora não seja propriamente um ser, a Torre de Babel é muito importante e marcante na história da humanidade.
Descrita no livro de Gênesis como sendo paradigmática e fruto da diversidade das línguas humanas, a Torre de Babel é um dos monumentos que mais reúne dúvidas em sua construção.

Considerada um marco da história da humanidade, a Torre de Babel é a responsável por essa “confusão” que vivemos atualmente. Digo isso não pelo fato de o mundo estar entregue a violência e ambição, mas sim devido a diferença das línguas faladas pelos mais diversos povos.

História

A estimativa é de que a Torre de Babel começou a ser construída por volta do ano 2.240 a.C., ou seja, cerca de 130 anos após o Dilúvio. Portanto, a torre é mais antiga que a Grande Pirâmide do Egito (2170 a.C.), que Abraão (nasceu em 1976 a.C.) e também da fundação do reino de Babilônia (por volta de 1.894 a.C.).

Nos direcionando pelo ano aproximado da criação de Adão, fato esse que aconteceu em 4.000 a.C., a Torre de Babel é o monumento mais antigo e também de maior importância de toda a história.

Sua importância é tão grande que a mesma foi citada na Bíblia Sagrada e implica na difusão das línguas.

Ligação de Noé com a Torre de Babel

Construída pelos descendentes de Noé, a Torre de Babel surgiu em um tempo onde havia poucas pessoas em toda a terra. Essa população reduzida vivia reunida em um só local e consequentemente falava a mesma língua. Estudos afirmam que a língua era a mesma falada por Noé e Adão.

Com o objetivo de construir uma torre que chegasse até o céu, o povo, liderado por Nemrod (bisneto de Noé), iniciou a construção da Torre de Babel. Segundo estudos históricos e geográficos, o monumento foi erguido ao sul da Mesopotâmia, ou seja, onde atualmente está localizado o Iraque.

A construção seguia bem, mas o orgulho e a ambição dos homens fez com que Deus acabasse por causar uma “confusão” entre eles. Com isso, o povo, que antes falava apenas uma língua, agora encontrava-se totalmente perdido, visto que ninguém conseguia entender ninguém.

Diante dessa dificuldade, os homens seguiram seus respectivos rumos, o que acabou interrompendo a construção da Torre de Babel.

Fora da Bíblia, a prova mais concreta de que a Torre de Babel realmente existiu foi escrita por Nabucodonosor II, rei da Babilônia, em 570 a.C.. Em uma placa babilônica, o líder escreveu as seguintes palavras:

“Um antigo rei construiu o Templo das Sete Luzes da Terra, mas ele não completou a sua cabeça. Desde um tempo remoto, as pessoas tinham-no abandonado, sem poderem expressar as suas palavras. Desde aquele tempo, terremotos e relâmpagos tinham dispersado o seu barro secado pelo sol; os tijolos da cobertura tinham-se rachado, e a terra do interior tinha sido dispersada em montes”.

Esse achado é responsável por retratar como estava a Torre de Babel naquela época da história. Além disso, Nabucodonosor também revela que foi ele o responsável por recolher os últimos elementos aproveitáveis da Torre, a fim de construir uma nova.
Com esses elementos da Torre de Babel original, Nabucodonosor II, construiu uma nova Torre, esse monumento ficou conhecido como Etemenanki ou Marduk e foi construído na cidade de Babilônia. Na construção foram usados os escravos judeus.

Essa nova Torre de Babel contava com 91 metros de altura e sete andares. Heródoto, historiador grego, produziu uma descrição do monumento em 440 a.C.. Em seu artigo, o estudioso descreve as seguintes características: “No meio do recinto estava uma torre de alvenaria sólida, de 201 m de comprimento e de largura, sobre a qual estava erguida uma segunda torre, e nessa uma terceira, e assim até oito”.

Com o tempo, a segunda Torre de Babel também acabou ruindo, no entanto, o rei Alexandre Magno, conquistador vindo da Macedônia, ordenou que os restos do monumento fossem recolhidos, para que uma nova Torre fosse construída.

Alexandre “O Grande”, tenta reconstruir a Torre de Babel

Infelizmente, o sonho de Alexandre não foi consolidado, uma vez que o rei morreu antes do inicio da construção. Com isso, os últimos elementos da Torre de Babel original foram perdidos.

Para finalizar o nosso artigo, segue uma frase que simboliza bem o que podemos dizer atualmente sobre a Torre de Babel: “Desta maneira, da Torre de Babel originária não sobraram nem os restos dos restos”.

AUTOR: MINILUA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos. O MUNDO REAL 21 descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!