VISITAS!

CURTA O MUNDO REAL 21 NO FACEBOOK

MUNDO REAL 21 - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!
NO ARMAZÉM PARAÍBA DE TIANGUÁ!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET
REDENET TIANGUÁ - (88)3671-1144/9-9739-8777/9-9428-2616

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

PROVANDO A EXISTÊNCIA DE DEUS

Quando as pessoas começam a falar de religiões, normalmente uma discussão sem fim se desencadeia. Mas será que essas discussões intermináveis não podem ser resolvidas de forma simples e efetiva?
O ÔNUS DA PROVA
Para quem não conhece, o ônus da prova é como uma regra criada para deixar as discussões mais lógicas. Ela diz que a pessoa que afirma algo é a responsável por provar aquilo que afirma. Caso alguém simplesmente diga algo e não possua provas disso, o que foi dito deve ser desconsiderado.

Esse tipo de pensamento é levado muito a sério, tanto que, na verdade, todos os sistemas de justiça se baseiam nele. Quando alguém é julgado, o promotor sempre precisa provar que o réu é culpado, afinal, o ônus da prova é dele, que está acusando a pessoa. O réu, que está simplesmente negando a acusação, não precisa provar nada. 

Ou seja, se o acusador não for capaz de provar a culpa do réu, o réu não precisa provar que não cometeu o crime. Isso ocorre porque quem fez a afirmação de culpa foi o acusador e como ele não foi capaz de comprovar sua história, ela é descartada como falsa.

Para facilitar o entendimento, vamos pegar um exemplo exagerado. Imagine que você está na rua e alguém lhe pare e conte a seguinte história: “Ontem eu estava em casa de noite e vi uma vaca voando em cima da minha cama, depois ela pousou e falou para mim que hoje o mundo vai acabar. Após tomar café na mesa, ela saiu voando de novo, enquanto leite rosa saia de suas tetas”.

A pergunta que surge é: Quem tem que provar alguma coisa sobre essa história? O contador dela ou você? A resposta lógica é que o contador deve ser o responsável pelas provas, afinal ele quem fez a afirmação inicial. Imagine se toda a vez que uma pessoa ouve algo absurdo, ela tivesse que desmentir a história… Certamente tudo ficaria mais complicado.
A mesma situação ocorre com uma discussão religiosa. Em muitos casos, quando um religioso afirma algo, ele joga a responsabilidade de provar o contrário à quem discorda dele, mas a afirmação primordial da discussão é feita pelo mesmo, afirmando que algo aconteceu ou existe.

Ou seja, em qualquer situação da vida, quando você afirmar algo, saiba que a responsabilidade de provar sua história cabe apenas a você e ninguém mais.
PROVE QUE NÃO EXISTE
Um argumento bastante repetitivo em uma discussão religiosa é o seguinte: “Você não pode provar que Alá/Deus/Ganesha não existe.” Realmente, ninguém pode provar que não existe, mas ninguém é capaz de provar a inexistência de qualquer coisa… Pense um segundo.

99,999999% das pessoas não acreditam que existam macacos rosas voadores. Você provavelmente não acredita neles também. Mas teria como provar que eles não existem?

Você poderia dizer que nunca viu um, que não existem relatos, fotos, vídeos ou que seria impossível tal bicho existir devido as suas características. Mesmo assim, isso não provaria que ele não existe, afinal, pode haver um mundo no Universo onde eles existem. Ou seja, ninguém pode provar que algo não existe. Até porque se algo não existe, esse algo não vai deixar nenhuma prova de sua inexistência por aí…

É por isso que todas as pessoas acreditam em coisas que podem ver, tocar, cheirar ou comprovar sua existência das mais diversas maneiras. Também é por isso que algumas pessoas não acreditam em diversas coisas, não por ter sido provado que não existem, mas sim devido a falta de evidências de que tal coisa exista.

Por isso, a falta de evidências de que algo existe é aceito como argumento de não existência, caso contrário, qualquer coisa maluca que uma pessoa disser existir (vide exemplo da vaca voadora), teria que ser aceita como real.

AUTOR: MINILUA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos. O MUNDO REAL 21 descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

VEJA TAMBÉM Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!