VISITAS!

CURTA O MUNDO REAL 21 NO FACEBOOK

MUNDO REAL 21 - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!
NO ARMAZÉM PARAÍBA DE TIANGUÁ!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET
REDENET TIANGUÁ - (88)3671-1144/9-9739-8777/9-9428-2616

quinta-feira, 30 de julho de 2015

BIÓLOGOS ENCONTRAM PLANTA CARNÍVORA DE 1,5 m, EM MINAS GERAIS

Planta carnívora Drosera magnifica , que mede quase 1,5 m, encontrada em Minas Gerais (Foto: Paulo Gonella)

Uma nova espécie de planta carnívora gigante foi descoberta no leste de Minas Gerais. É a maior do gênero já descoberta nas Américas.

O ineditismo também se aplica à forma como ela foi encontrada: por meio de uma foto publicada no Facebook.

Reginaldo Vasconcelos, orquidófilo e entusiasta da flora nativa, tirou uma foto da planta durante suas andanças nas montanhas próximas à sua cidade natal, Governador Valadares (MG).

Especialistas em plantas carnívoras, Paulo Gonella e Fernando Rivadavia viram a publicação no Facebook, a identificaram como uma nova espécie e fizeram uma expedição para estudá-la.

O artigo que relata a descoberta foi publicado no renomado periódico científico "Phytotaxa", por um grupo de botânicos do Brasil, Estados Unidos e Alemanha.

"É a primeira planta descoberta por meio do Facebook", diz Andreas Fleischmann, do Jardim Botânico de Munique (Alemanha), um dos autores do trabalho.

ARMADILHA MORTAL

Conhecida como "orvalhinha" (gênero drosera, família droseraceae), a agora nomeada Drosera magnifica atinge quase um metro e meio de comprimento.

Ela produz folhas longas e finas, cobertas por glândulas ou "tentáculos", que secretam gotículas de uma mucilagem viscosa e pegajosa.

Esses tentáculos vermelhos e reluzentes são visualmente atrativos, armadilha mortal especialmente para pequenos insetos voadores.

"Mesmo sob condições de alta umidade, neblina e chuva observadas no topo da montanha onde essa espécie cresce, as longas e finas folhas da Drosera magnifica estavam, surpreendentemente, cobertas com inúmeros insetos", conta Rivadavia, que estudou a nova espécie em 2013, logo após sua descoberta no Facebook.

Na maioria das espécies de drosera, os tentáculos e até mesmo as folhas são capazes de se movimentar. Eles se dobram sobre a presa capturada, aprisionando-a com mais mucilagem adesiva e aderindo-a em mais tentáculos.

Os insetos, então, morrem sufocados e são lentamente digeridos por enzimas secretadas pela planta.

Essa "dieta carnívora" garante uma fonte extra de nutrientes, como o nitrogênio e o fósforo, uma vez que essas plantas costumam habitar solos pobres em nutrientes.

O gênero drosera é o maior grupo de plantas carnívoras, com cerca de 250 espécies distribuídas pelo mundo, principalmente em áreas tropicais da Austrália, África do Sul e Brasil.

EXTINÇÃO

Para o botânico Paulo Gonella, outro autor do trabalho e aluno de doutorado no Laboratório de Sistemática Vegetal da USP, a descoberta dessa nova espécie mostra o quanto ainda é preciso estudar a flora brasileira.

"Se uma planta desse tamanho passou despercebida tanto tempo, imagine quantas outras espécies, menores e menos chamativas, estão esperando para serem encontradas", diz o botânico Paulo Gonella, aluno da USP e que faz parte do doutorado em Munique, na Alemanha.

O risco de extinção da nova espécie é grande, segundo ele. "A Drosera magnifica mal foi descrita para a ciência e já se encontra criticamente ameaçada de extinção", explica Gonella.

A nova espécie foi encontrada apenas em uma montanha, cercada de pequenas fazendas com criações de gado e plantações de café e eucalipto. A montanha foi quase totalmente desmatada e não é protegida por nenhuma área de preservação ou parque nacional.

"Temos esperança de que a descoberta dessa espécie tão extraordinária chame a atenção para a necessidade de se preservar esse frágil ecossistema", diz o botânico.

FACEBOOK

O Facebook já se tornou uma das ferramentas mais importantes para a descoberta de novas espécies, segundo os autores do artigo. Um dos grupos, o DetWeb, reúne mais de 5.000 botânicos e entusiastas do Brasil.
"Diariamente, são postadas fotos de plantas observadas no Brasil todo e não é raro que, por meio delas, sejam descobertos novos registros, novas populações de plantas raras e, agora, até novas espécies", diz Gonella.

AUTOR: Folha.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos. O MUNDO REAL 21 descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

VEJA TAMBÉM Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!