VISITAS!

CURTA O MUNDO REAL 21 NO FACEBOOK

MUNDO REAL 21 - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!
NO ARMAZÉM PARAÍBA DE TIANGUÁ!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET
REDENET TIANGUÁ - (88)3671-1144/9-9739-8777/9-9428-2616

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

DESCOBERTO UM 'JOVEM' JÚPITER

Planeta 51 Eridani b, descoberto a 100 anos-luz da Terra, é semelhate a Júpiter em seus primeiros anos e pode ajudar os cientistas a entenderem a formação dos planetas (Foto: Danielle Futselaar e Franck Marchis/SETI Institute)

Astrônomos descobriram um planeta a 100 anos-luz de distância da Terra que se assemelha bastante com o que Júpiter era em seus primeiros anos. Essa descoberta pode oferecer novas pistas sobre como os planetas são formados, informaram pesquisadores nesta quinta-feira (13).

Conhecido como 51 Eridani b, esse é o primeiro exoplaneta (planeta fora do nosso sistema solar) detectado por um novo instrumento chamado Gemini Planet Imager (GPI), de acordo com comunicado da revista "Science".

É "o primeiro jovem planeta que provavelmente se parece com o que Júpiter era há bilhões de anos, tornando-se atualmente nossa peça mais importante no quebra-cabeça da formação dos planetas", afirmou Travis Barman, um professor associado das ciências planetárias na Universidade do Arizona.

A estrela que 51 Eridani orbita tem apenas 20 milhões de anos - bastante jovem, considerando que o Sol tem 4,5 bilhões de anos.

Envolvido por metano, o planeta tem cerca de duas vezes a massa de Júpiter - o maior planeta do nosso sistema solar - e contém a maior quantidade de metano já detectada na atmosfera de um planeta alienígena.

Sua temperatura é estimada em 427º Celsius, quente o suficiente para derreter chumbo.

"Este é exatamente o tipo de planeta que nós imaginávamos descobrir quando criamos o GPI", afirmou James Graham, da Universidade da Califórnia, Berkeley, professor de astronomia e cientista do projeto GPI.

"Queríamos encontrar planetas enquanto eles estão jovens para que possamos descobrir o processo de formação".

O Gemini Planet Imager foi criado para descobrir novos planetas orbitando estrelas brilhantes.

O instrumento é do tamanho de um carro pequeno e está montado no quintal de oito metros do telescópio Gemini South, no Chile. O GPI começou a operar em dezembro de 2014.

AUTOR: FRANCE PRESSE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos. O MUNDO REAL 21 descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

VEJA TAMBÉM Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!