VISITAS!

CURTA O MUNDO REAL 21 NO FACEBOOK

MUNDO REAL 21 - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!
NO ARMAZÉM PARAÍBA DE TIANGUÁ!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET
REDENET TIANGUÁ - (88)3671-1144/9-9739-8777/9-9428-2616

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

8 ASSASSINATOS VIOLENTOS QUE CHOCARAM O BRASIL

Casos de homicídios e violência chocam cidades por todo o território nacional diariamente. Páginas de jornais locais e noticiários policiais estão repletos de casos que envolvem agressão e mortes capazes de gerar preocupação e comoção por todos os lados.

Em alguns casos, a proporção é tão grande, que todo o Brasil é contagiado e fica chocado com os absurdos das situações. São crimes que envolvem brutalidades, vítimas inocentes ou planejamentos e desfechos assustadores que marcam época.

Aqui, listei alguns dos casos que ficaram marcados na mente do povo brasileiro.

1 – Isabella Nardoni
Em março de 2008, uma criança de 5 anos de idade foi jogada pela janela do sexto andar de um prédio na zona norte de São Paulo. A garota Isabella Nardoni foi assassinada pelo pai e Alexandre Nardoni e a madrasta Anna Carolina Jatobá, segundo apontaram as investigações. Isabella teria sido agredida até perder a consciência e então jogada pela janela, quando pensaram que ela já estava morta. A garota vivia com a mãe e apenas passava o final de semana com o casal.

2 – Ônibus 174
O sequestro do ônibus da linha 174, que liga a Gávea à Região Central do Rio de Janeiro, marcou o Brasil e, junho de 2000, quando o sobrevivente da Chacina da Candelária Sandro Barbosa do Nascimento assaltou o coletivo e manteve 11 reféns no local. Depois de negociação com oficiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), o homem saiu do veículo com uma arma apontada para a professora Geisa Gonçalves, tomada como refém. O caso foi acompanhado por câmeras ao vivo, até que um soldado tentou atirar em Sandro e errou, acertando a professora de raspão. O bandido então matou a vítima e acabou sendo asfixiado pelos policiais, que foram absolvidos.

3 – Família Richthofen
Sob ordens de Suzane Louise von Richthofen, os assassinos Daniel e Christian Cravinhos – namorado e cunhado da garota – mataram Manfred e Marísia von Richthofen, pais dela. O crime aconteceu na madrugada de 31 de outubro de 2002, em São Paulo, e foi arquitetado para que o trio pudesse receber a herança do casal. Os três foram condenados e Suzane foi excluída do direito à herança dos pais, que vai ficar inteiramente com o outro filho do casal, Andreas Albert von Richthofen.

4 – João Hélio
Em fevereiro de 2007, o Brasil se chocou com o brutal homicídio do garoto João Hélio Fernandes, de apenas 6 anos de idade. O menino foi arrastado por um veículo ao longo de sete quilômetros, depois de não conseguir escapar do carro da família, roubado durante um assalto a banco no Rio de Janeiro. João Hélio estava com a mãe Rosa Cristina Fernandes, e a irmã Aline, de 13 anos. Pelo crime, cinco pessoas foram condenadas, incluindo uma adolescente.

5 – Eliza Samudio
Em 2010, a modelo Eliza Silva Samudio tinha apenas 25 anos quando foi declarada desaparecida. Ela era amante do então goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes, que foi apontado como responsável pelo crime. Depois de aceitar um convite para visitar um sítio do jogador, em Minas Gerais, ela nunca mais foi vista. Bruno foi acusado de homicídio e ocultação de cadáver, sendo condenado a 22 anos e três meses de prisão. Juntamente com o goleiro, também foram condenados outros envolvidos por participação no crime: Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como Bola; Fernanda Gomes de Castro, ex-namorada de Bruno; Wemerson Marques, o Coxinha; Elenilson da Silva; e Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão.

6 – Eloá Pimentel
Quando tinha apenas 15 anos, Eloá Cristina Pimentel recebeu a atenção de todo o país por ser vítima do cárcere privado mais longo da história de São Paulo. A jovem foi mantida refém pelo ex-namorado Lindemberg Alves Fernandes, de 22 anos. No dia 17 de outubro de 2008, após cindo dias de negociação. ela acabou sendo morta pelo rapaz, que acabou detido depois que a polícia invadiu o apartamento.

7 – Índio Galdino
Enquanto dormia num ponto de ônibus na cidade de Brasília, em abril de 1997, o índio Galdino Jesus dos Santos foi queimado vivo por cinco homens de classe média moradores da cidade, incluindo um adolescente. Galdino era líder indígena e acabou morrendo por consequência dos graves ferimentos que as queimaduras provocaram em seu corpo. todos responsáveis pelo crime foram condenados e, no local, foram colocados dois monumentos em homenagem a Galdino, como um memorial.

8 – Daniella Perez
Em 1992, a atriz Daniella Perez fazia tremendo sucesso em todo o país por conta de sua participação na novela De Corpo e Alma, em que fazia par romântico com Guilherme de Pádua. Por conta da interação dos personagens, a esposa do ator, Paula Thomaz, desenvolveu um ciúme doentio que levou o casal a cometer o assassinato da jovem atriz, de apenas 22 anos. Daniella foi atacada com 18 punhaladas, que provocaram danos fatais em seu pescoço, pulmão e coração. Os dois responsáveis pelo crime foram condenados, mas já estão em liberdade.

Qual desses casos você achou mais marcante na história de nosso país? Se lembra de outros? Conte para a gente nos comentários abaixo.

AUTOR: Bol
IMAGENS: O Sul, Novo Jornal, Globo Play

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos. O MUNDO REAL 21 descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!