VISITAS!

CURTA O MUNDO REAL 21 NO FACEBOOK

MUNDO REAL 21 - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!
NO ARMAZÉM PARAÍBA DE TIANGUÁ!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET
REDENET TIANGUÁ - (88)3671-1144/9-9739-8777/9-9428-2616

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

7 MAIS PERIGOSAS MULHERES ASSASSINAS DA HISTÓRIA

Quando fazemos listas de assassinos cruéis e serial killers, geralmente são homens que são colocados em destaque, já que realmente existem muito mais deles. Mas isso não quer dizer que as mulheres devem ser esquecidas no assunto.

Poucas pessoas são capazes de lembrar o nome de uma ou duas mulheres que entraram para a história por sua crueldade criminosa. Ainda assim, várias delas foram condenadas por matar por amor, por dinheiro ou somente pela violência e crueldade dos atos.

Conheça a história de algumas das mais cruéis mulheres condenadas por crimes violentos ao longo da história.

1 – Mary Pearcey
Alguns acreditam que Mary Pearcey possa ter sido Jack, o Estripador. A mulher foi responsável por matar a Sra. Hogg e Phoebe Hogg, mulher e filha de seu amante. Quando a polícia a encontrou, ela ainda tinha sangue em suas roupas e estava vestindo a aliança da esposa assassinada. Os crimes cometidos por Mary e atribuídos a Jack possuem o mesmo tipo de feridas nas vítimas e exposição dos corpos, alimentando a suspeita de que ela possa ter sua identidade.

2 – Hélène Jégado
Hélène Jégado era uma empregada doméstica francesa durante os anos 1800. Ela gostava de envenenar a própria família, assim como as de seus amigos e seus patrões. Ela chegou a entrar para um convento durante um curto período de tempo, mas renunciou ao hábito depois que várias freiras morreram. Algumas fontes especularam que Hélène começou a envenenar todos ao seu redor por volta de 8 anos de idade. Não é possível determinar quantas pessoas ela tenha matado, mas suspeita-se que seja algo ao redor de 60 vítimas. Apesar disso, a mulher foi julgada por somente três crimes.

3 – Lizzie Brown Halliday
Halliday chegou aos Estados Unidos com os pais quando tinha apenas três anos de idade, em 1867. Anos depois disso, ela chegou a matar vários de seus maridos, alguns enteados e até mesmo os amigos da Irlanda que a abrigaram por um tempo antes dela ser capturada. Apelidada de “A Pior Mulher da Terra”, depois que ela foi mandada para um hospício, Halliday ainda conseguiu perfurar uma enfermeira 200 vezes utilizando uma tesoura.

4 – Martha Beck
Martha Beck era parceira e amante de Raymond Fernandez. Juntos, os dois eram conhecidos como os “assassinos de coração solitário”. Eles atraíam mulheres para uma relação com Raymond a partir de anúncios em jornais no fim da década de 40, então roubavam e matavam cada uma delas. Eles mataram três mulheres e a filha de uma das vítimas antes de serem capturados, condenados e executados. Beck tinha apenas 31 anos quando foi parar na cadeira elétrica.

5 – Myra Hindley
Myra Hindley e seu parceiro Ian Brady sequestraram, torturaram e mataram cinco pessoas e enterraram todas em Saddleworth Moore, no Reino Unido, na década de 60. Antes de sua morte, em 2002, ela afirmou que podia ser considerada mais culpada que Ian porque sabia a diferença entre o certo o errado. Os corpos de algumas das vítimas nunca foram encontrados.

6 – Karla Homolka
Karla Homolka e seu marido Paul Bernardo capturaram, estupraram e mataram três mulheres no início dos anos 90. Sua primeira vítima foi a irmã mais nova de Paula, uma adolescente de apenas 15 anos. Karla conseguiu sair da da prisão em 2005 depois de fazer um acordo e testemunhar contra Paul Bernardo, agora seu ex-marido. Livre, ela mudou o nome para Karla Bordelais e vive no Caribe, com seu novo marido e três filhos.

7 – Gertrude Baniszewski
Em 1965, Baniszewski foi responsável por levar os próprios filhos e outras crianças de um bairro de Indianápolis para uma brutal e longa sessão de tortura que acabou matando uma adolescente de 16 anos. Depois de 20 anos, em 1985, ela conseguiu a liberdade condicional e afirmou que havia conseguido o perdão de Deus e encontrado a paz. Cinco anos depois, ela morreu de câncer no pulmão.

Deu pra perceber que apesar de não estarem frequentemente em listas de assassinos as mulheres podem ser tão ou mais cruéis que os homens, não é mesmo? Qual caso mais te chamou a atenção?

AUTOR: List25
IMAGENS: Creepe Basement, Biografias de Asesinos, List25

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos. O MUNDO REAL 21 descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!