VISITAS!

CURTA O MUNDO REAL 21 NO FACEBOOK

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!
NO ARMAZÉM PARAÍBA DE TIANGUÁ!

MUNDO REAL 21 - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET
REDENET TIANGUÁ - (88)3671-1144/9-9739-8777/9-9428-2616

sábado, 12 de setembro de 2015

OS MAIORES MISTÉRIOS ENVOLVENDO OVNIS

Existem milhares de pessoas no mundo todo que disseram já ter visto, entrado em contato ou terem sido sequestrados por um OVNI. Separamos alguns casos em que os encontros chegaram muito perto de acontecer e as pessoas perderam a vida ou simplesmente desapareceram, para nunca mais serem encontradas novamente.

Confira:

O AVISTAMENTO DE KENNETH ARNOLD
Em 24 de Junho de 1947, na Força Aérea Employee, Kenneth Arnold estava voando ao redor do Monte Rainier quando avistou nove objetos sobrevoando o local. Os objetos tinham formato de pires e moviam-se incrivelmente rápido a uma altitude de 10.000 pés. Sua história foi publicada no jornal, tornando-se a primeira vez que um disco voador foi falado em um jornal nos Estados Unidos.

Poucos dias antes, um homem que trabalhava nas margens de Maury Island, Harold Dahl, disse para um colega de trabalho que viu seis aeronaves em forma de donut. Todas elas tinham 100 pés de diâmetro. Elas não tinham quaisquer formas visíveis de propulsão, e uma delas estava abaixo de todas as outras. A nave da parte inferior aparentemente expeliu rochas derretidas e metal, soltando detritos na Terra. Os destroços feriram seu filho de 15 anos de idade, mataram seu cachorro e danificaram seu barco. De acordo com Dahl, um homem de preto foi visitá-lo no dia seguinte e ameaçou sua família caso ele contasse algo.

Mas Dahl falou novamente. Ele conheceu Arnold em um quarto de hotel, juntamente com um piloto da United Airlines, que também viu os OVNIs e dois pilotos da Força Aérea, Frank M. Brown e William L. Davidson. Durante esta reunião, Brown e Davidson mostraram pedaços dos detritos que cairam sobre Dah. Eles levaram os detritos para uma base militar na Califórnia. Em 1º de agosto de 1947, os dois homens, além de dois tripulantes, decolaram de McChord no estado de Washington. Porém, inexplicavelmente o seu B-52 pegou fogo e todos morreram no acidente.

Em 3 de Agosto de 1947, foi relatado para a Associated Press que os dois homens morreram enquanto investigavam discos voadores.

O INCIDENTE DE THOMAS F. MANTELL
Em 7 de janeiro de 1948, Kentucky estava patrulhando quando começou a receber chamadas de que havia um objeto grande, com cerca de 300 pés de diâmetro, voando sobre Maysville e indo lentamente a oeste. A patrulha do estado por sua vez, informou o objeto para o militar. As pessoas que estavam nas proximidades da base militar assistiram o objeto movendo-se lentamente. Depois de uma hora e meia, a base enviou quatro F-51 Mustangs, liderados por Thomas F. Mantell de 25 anos de idade, para investigar. Quando chegaram em 22.000 pés, três dos quatro aviões pararam de subir, mas Mantell continuou. Ele chegou a mais de 30.000 pés, e logo em seguida, o avião entrou em parafuso e caiu.

A explicação oficial é que o UFO era um balão meteorológico, mas ufologistas não concordam com esta explicação. Alguém no forte ou um dos pilotos seria capaz de reconhecer um balão meteorológico a 14.000 pés. E a última transmissão de Mantell disse: “Meu Deus, eu vejo as pessoas nessa coisa!”

O CASO COLARES
Os cidadãos de Colares, Pará, foram supostamente vítimas de forças alienígenas hostis em 1977. Houve uma série de avistamentos de OVNIs, e os alienígenas emitiram feixes de luz nos cidadãos. No total, 400 pessoas foram atingidas com luzes do céu, e as luzes sugaram o sangue de suas vítimas. Devido à forma das lesões, os UFOs eram chamados de “Chupa Chupa”, duas pessoas foram encontradas mortas.
O caso tornou-se um problema tão grande que o prefeito de Colares pediu ajuda ao governo. O governo tinha uma equipe da Força Aérea, liderada pelo capitão Uyrangê Bolívar Soares Nogueira de Hollanda Lima. De acordo com o relatório oficial, a sua missão de quatro meses não encontrou qualquer evidência de fenômeno incomum e os ataques de luz foram interrompidos.

Vinte anos depois, o Capitão Uyrangê deu uma entrevista a dois ufólogos. Ele alegou que sua equipe de serra até interagiu com os UFOs. Três meses após a entrevista, o capitão Uyrangê foi encontrado morto; ele havia se enforcado. Os teóricos da conspiração acreditam que o Capitão Uyrangê foi morto porque ele disse muito.

O INCIDENTE DE KINROSS
Em 23 de Novembro de 1953, um objeto apareceu no radar na Base Aérea de Kinross perto de Sault Ste. Marie, no estado americano de Michigan. O Tenente Felix Moncla e o Segundo Tenente Robert L. Wilson foram enviados para investigar. Na base, observaram como seu jato se aproximou do UFO, os dois objetos se fundiram e desapareceram do radar.

Equipes de pesquisa tanto dos Estados Unidos quanto do Canadá foram formadas, mas nenhuma evidência do avião, dos homens a bordo ou do UFO foram encontradas. Havia duas histórias oficiais dadas pela força aérea. A primeira era que Moncla teve vertigem e caiu no Lago. Eles também imaginaram que o avião caiu ao bateu em um avião canadense, mas o governo canadense negou isso. O mistério permanece sem solução.

O HOMEM DA REPRESA DE GUARAPIRANGA
De acordo com muitos teóricos da conspiração e ufólogos, mutilações de animais são um sinal de alienígenas visitando a Terra. Os alienígenas parecem estar mais interessados ​​em bovinos, mas de acordo com algumas pessoas, mutilações humanas também acontecem.

Em 1988, o corpo mutilado de um homem não identificado foi encontrado na represa de Guarapiranga, São Paulo. O homem já estava morto há dois ou três dias, mas não havia cheiro, ele não estava em decomposição e os animais não tinham começado a comer ele. Seus lábios, olhos, língua e orelhas tinham sido removidos. Houve também uns furos redondos de 1,5 polegadas em seu corpo, e foi drenado seu tecido e músculo. Seus órgãos genitais tinham sido mutilados e seu ânus tinha sido retirado. Era como se tivesse drenado e levado amostras. Surpreendentemente, o homem não tinha nenhuma marca de retenção em seu corpo e o sangramento havia sido mínimo.

O relatório e as imagens foram entregues a um especialista em mutilações de animais, e ele disse que os ferimentos eram muito semelhantes aos realizados em bovinos. Embora esta história possa ser difícil de acreditar, há fotos do corpo. Clique aqui

AUTOR: MINILUA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos. O MUNDO REAL 21 descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

VEJA TAMBÉM Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!