VISITAS!

CURTA O MUNDO REAL 21 NO FACEBOOK

MUNDO REAL 21 - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!
NO ARMAZÉM PARAÍBA DE TIANGUÁ!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET
REDENET TIANGUÁ - (88)3671-1144/9-9739-8777/9-9428-2616

domingo, 22 de dezembro de 2013

COMO A AREIA ENGOLIU UMA CIDADE PIRATA

Em 7 de junho de 1692, a cidade jamaicana de Port Royal, notório paraíso pirata, afundou no mar caribenho. Este desastre, por mais impossível que soe, foi causado pela liquefação do chão da cidade, fenômeno que seguiu um grande terremoto.

Situada no extremo oeste do banco de areia de Palisadoes, Port Royal ganhou a reputação no século XVII de “cidade mais rica e mais pervertida” do mundo. Conhecida por sua economia florescente e falta de valores morais, era um lugar convencional para os piratas trazerem e gastarem seus tesouros – até 1692, é claro.

É possível ativar a legenda em inglês e a tradução automática, se desejar.

Sabemos que o terremoto ocorreu exatamente às 11h43 da manhã, graças a um relógio de bolso que afundou junto com dois terços da cidade e mais de 2.000 pessoas. Mas como isso foi possível, mesmo?

Liquefação acontece quando o solo alagado e solto (areia + água) se torna temporariamente areia movediça. Se você olhar bem perto para esse material, vai ver que ele na verdade é composto de diversas pedrinhas, e sua forma redonda quase uniforme significa que há espaço entre elas que se enche de água.
Quando pisamos na borda dessa areia saturada, a sensação é relativamente estável, porque as partículas são empurradas juntas e ficam em cima umas das outras. O excesso de água então foge para onde a pressão é menor.
Nós conseguimos construir casas em areia molhada porque o peso das pedras e a fricção entre elas fazem com que o solo se comporte como sólido na maior parte do tempo. No entanto, durante um terremoto, as pedras se mexem tanto que a água não escorre para longe.

Assim, o solo não se comprime. Pelo contrário, já que a água líquida não tem integridade estrutural, ele liquefaz, e os objetos densos em cima dele afundam.
Esse fenômeno é facilmente observado nas praias. Quando você fica em pé na areia no início de uma praia, no ponto onde as ondas terminam, o solo vai parecer sólido se você se mantiver parado, mas se você mexer seu pé, a areia molhada vai começar liquefazer e a afundá-lo.
Em grande escala, liquefação induzida por terremotos pode engolir carros, casas e até mesmo complexos de apartamentos. Quando o abalo terminar e o solo não estiver mais suspenso em água, o chão vai se solidificar novamente, e tudo que tiver afundado vai ficar preso.
Hoje, sabemos que é apenas ciência. Em 1692, no entanto, foi um “Ato Divino” que acabou com a “cidade pecadora”. [MinuteEarth]

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos. O MUNDO REAL 21 descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!