VISITAS!

CURTA O MUNDO REAL 21 NO FACEBOOK

MUNDO REAL 21 - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!

AQUI VOCÊ ENCONTRA SEMPRE AS MELHORES OFERTAS!
NO ARMAZÉM PARAÍBA DE TIANGUÁ!

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET

O SEU MELHOR PROVEDOR DE INTERNET
REDENET TIANGUÁ - (88)3671-1144/9-9739-8777/9-9428-2616

quarta-feira, 11 de março de 2015

CRIMES COM ESTRANHAS COINCIDÊNCIAS

Investigar um crime nem sempre é uma tarefa simples. Muitas vezes, as evidências não são bem claras e uma simples coincidência pode transformar um inocente em culpado.
O CASO DE DENNIS MAHER
Na noite de 16 de Novembro de 1983, uma mulher foi estuprada por um homem na cidade de Lowell, Massachusetts. O mesmo crime ocorreu novamente na noite seguinte, mas a vítima conseguiu fugir e ir até a polícia. Mais tarde, naquela noite, Dennis Maher foi preso e acusado. As duas mulheres que sofreram o ataque confirmaram Dennis como sendo o estuprador.

Para piorar a situação de Dennis, ele foi acusado de outro estupro ocorrido um ano antes. Assim, com duas testemunhas e acusações fortes, o suposto estuprador foi sentenciado à prisão perpétua.

Anos mais tarde, Dennis procurou uma organização chamada “The Innocence Project”, que trabalha para ajudar pessoas inocentes que foram condenadas a crimes que nunca cometeram. Com sua influência, a ONG conseguiu que o teste de DNA fosse feito em objetos relacionados com o crime, o que revelou que Dennis não era o culpado. Após 19 anos, ele foi liberado da prisão.

Toda a confusão ocorreu devido a uma trágica e improvável coincidência. O estuprador, na noite do crime, estava usando um casaco vermelho com capuz e uma jaqueta estilo militar, além disso, ele carregava uma faca no cinto. Horas após a polícia ter recebido a denúncia do estupro da segunda mulher, Dennis estava em um bar nas redondezas, vestindo um casaco vermelho com capuz e uma jaqueta do estilo militar. Em seu carro foi encontrada uma faca…

Com tais circunstâncias, Dennis se tornou o principal suspeito dos crimes. O fato dele estar usando a mesma roupa do bandido pesou muito. Contudo, Maher era Sargento do Exército naquela época, o que explica facilmente a roupa militar e faca, mas infelizmente essa explicação não foi o bastante para desacreditar o juri. Dennis ficou preso por 19 anos, sendo totalmente inocente, e o verdadeiro estuprador nunca foi encontrado.
O CASO DE LUCIA DE BERK
Em setembro de 2001, Lucia De Berk, uma holandesa que trabalhava em hospitais no setor de maternidade, presenciou a morte de uma criança em seu turno. Aquilo despertou uma certa desconfiança em alguns colegas, pois não era a primeira vez que a mulher estava cuidando de uma criança no momento em que morreu.

Após uma investigação feita pelo hospital, ficou concluído que muitas das mortes em que De Berk estava por perto eram consideradas suspeitas e ela acabou sendo indiciada criminalmente. Em Março de 2003, ela foi condenada a prisão perpétua, pela morte de 4 bebês.

Contudo, a acusação sofria com sérios problemas, pois não haviam testemunhas, nem evidências físicas de que a mulher realmente tivesse assassinado as crianças. A única coisa que sustentava a promotoria era um cálculo matemático, que dizia que as chances da mulher ter estado presente em todas aquelas mortes eram de 1 em 342 milhões. Ou seja, era uma coincidência praticamente impossível. Mesmo com essa evidência fraca, a acusação conseguiu o que desejava.

Apesar de ter sido considerada culpada, muitas pessoas não acreditavam que a mulher era uma assassina. Diversas apelações foram feitas, até que perante a Suprema Corte da Holanda a acusação perdeu o caso. O profissional matemático que havia feito os cálculos contra De Berk não parecia ser qualificado o bastante, pois um dos melhores professores de estatística do país refez as contas e descobriu que a chance da mulher ter estado em todas aquelas cenas de morte era de 1 em 48, ou seja, não tão inexplicável assim. Na verdade, qualquer pessoa com uma pequena dose de azar poderia acabar na mesma situação.

Por isso uma nova investigação das mortes foi realizada, revelando que elas foram naturais. Em abril de 2012, De Berk foi considerada inocente e libertada.

AUTOR: MINILUA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE

Todos os comentários postados neste Blog passam por moderação. Por este critério, os comentários podem ser liberados, bloqueados ou excluídos. O MUNDO REAL 21 descartará automaticamente os textos recebidos que contenham ataques pessoais, difamação, calúnia, ameaça, discriminação e demais crimes previstos em lei. GUGU

VEJA TAMBÉM Plugin for WordPress, Blogger...

ME SIGA NO TWITTER!